sábado, 28 de maio de 2011

Salmo do dia 29 de Maio Por Monica Buonfiglio




29 de maio

SALMO 108

Este salmo ajuda:

· domina a paz e protege contra a discórdia;
· protege contra o casamento infeliz e a inveja;
· dá forças contra a preguiça e as dívidas desnecessárias;
· ajuda na libertação de vínculos com pessoas opressoras;
· concede força, energia, talento e segurança, em todas as atividades;
· auxilia as transações financeiras e imobiliárias.

SÚPLICA DE UM PERSEGUIDO

Salmo de Davi

1. Oh! Deus, meu louvor,
não fique em silêncio,
2. pois contra mim
se abriram os lábios dos impuros,
3. que falaram com língua mentirosa,
arcando-me com palavras de raiva, e
agredindo-me, sem eu ter dado nenhum motivo para tal.
4. Por ter sido amigo,
como recompensa, era acusado.
Eu,
entretanto, orava.
5. Pagaram com o mal o bem que fiz,
e com ódio, o amor.
6. Senhor, faça com que surja um indigno em
seu caminho, e que em sua destra haja
um acusador.
7. E que, no julgamento, sejam condenados,
e, sem efeito algum fique seu recurso.
8. Que todos seus dias sejam escassos,
e que outros ocupem o cargo que exercem.
9. Que seus filhos fiquem órfãos,
e suas esposas tornem-se viúvas.
10. Que andem errantes, e sejam expulsos
de suas casas.
11. Que a pessoa avarenta lance
mão do que lhe pertence, aos estranhos
dê o fruto de seu trabalho.
12. Que ninguém mostre compaixão,
nem haja quem se compadeça de
seus órfãos.
13. Que sua descendência termine,
para que, na geração seguinte, não exista mais seu nome.
14. Que viva na lembrança a culpa de seus pais,
e não se apague o pecado de suas mães.
15. Que permaneçam sempre sob os olhos do Senhor,
riscando da Terra suas memórias.
16. Pois o mau não tem misericórdia.
Ele perseguiu o miserável e o indigente,
17. amou a ambição: que ela caia
por sobre sua cabeça.
Não quiseram as bênçãos: então, que Se afaste deles!
18. Que vista o infortúnio, como se fosse uma roupa:
que penetre em seus corpos, como água, e nos seus
ossos, como azeite.
19. Seja como a roupa que eles vestem,
e que os prende como faz um cinto.
20. Assim o Senhor compensa os que
me acusam e dizem maldades contra minha vida.
21. Mas, Oh, Senhor Deus,
trate-me com amor.
Salve-me, então,
pois o Senhor é tão compassivo.
22. Porque sou um filho que pede ajuda,
estou ferido, como
também está meu coração.
23. Sinto-me fraco, como a sombra que se
dissipa. Sou sacudido para longe, como
um gafanhoto.
24. Meus joelhos vacilam, de tanto jejuar.
Meu corpo, tão magro, parece se evaporar,
25. porque tornei-me objeto de escárnio
aos olhos deles. Olham-me e balançam
suas cabeças.
26. Senhor, meu Deus,
socorra-me! Venha em meu auxílio,
salve-me por Sua compaixão.
27. E que os maus vejam, nesta proteção,
a mão poderosa que é a do Senhor Deus,
que age assim, desta forma.
28. Se os adversários me amaldiçoam,
o Senhor me abençoa.
Os que se insurgem contra mim
que fiquem confusos,
e eu, Seu filho, resista com felicidade e alegria.
29. Os que me acusam sejam revestidos de desprezo,
que sejam envolvidos em sua vergonha, como
num manto.
30. Glorificarei ao Senhor em alta voz e
O louvarei no meio da multidão,
31. pois o Senhor se pôs à direita do indefeso,
para salvá-lo dos que faziam julgamentos.





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Importante: comentários racistas, insultos, etc. são proibidos nesse Blog.
Obrigada por deixar seu comentário, pois é muito importante saber sua opinião.